A Mesa Redonda UE China

This page is also available in

O CESE mantém relações com o Conselho Económico e Social da China (CESC) desde 2001, ano em que este foi criado. Na declaração conjunta dos presidentes dos dois comités, adotada em Pequim, em julho de 2002, foi decidido que ambas as partes instituiriam consultas e diálogos e analisariam questões económicas e sociais de interesse comum, bem como temas relacionados com os direitos humanos e o Estado de direito, a fim de promover o desenvolvimento económico e o progresso social tanto na China como na União Europeia.

A Mesa‑Redonda

A 9.ª Cimeira UE‑China, realizada em Helsínquia, em 9 de setembro de 2006, reconheceu que os intercâmbios e a cooperação entre o CESE e o CESC faziam parte integrante da relação UE‑China e encorajou a constituição de uma mesa‑redonda, que se reúne regularmente, a fim de contribuir para enriquecer e desenvolver a parceria estratégica entre a UE e a China. Em junho de 2007, teve lugar uma primeira reunião da Mesa‑Redonda em Pequim. Desde então funciona como uma plataforma de diálogo entre a UE e a China.

A Mesa‑Redonda, composta por membros de cada lado e copresidida pelos presidentes do CESE e do CESC, reúne regularmente, pelo menos uma vez por ano, alternadamente na China e na UE. Funciona com base nas contribuições escritas sobre temas selecionados conjuntamente pelos relatores para debate nas reuniões da Mesa‑Redonda. Uma declaração conjunta que resume os resultados das conversações é adotada no final de cada reunião da Mesa‑Redonda e, seguidamente, apresentada às autoridades políticas da UE e da China.

O Grupo de Contacto UE‑China

Este grupo de contacto, que atua como comité diretor da Mesa‑Redonda, reúne‑se regularmente para preparar a Mesa‑Redonda e mantém contactos com as outras instituições da UE.