Línguas disponíveis:

Caras leitoras, caros leitores,

Tenho a sensação de que o novo ano começa agora em setembro e não em janeiro. Setembro marca o fim das férias de verão e o regresso às rotinas de trabalho, a reuniões, a viagens ou à escola. Este ano, sinto isso mais ainda do que habitualmente. As taxas de vacinação dão-nos a esperança de poder voltar a viajar nas nossas regiões e no nosso continente. As novas normas culturais de comportamento e as práticas de higiene adotadas oferecem-nos a possibilidade de um recomeço.

Agenda

Uma pergunta a...

Na nossa secção «Uma pergunta a...» solicitamos aos membros do CESE que se pronunciem sobre uma questão de atualidade que nos pareça particularmente pertinente.

Para a edição de setembro, solicitámos a Alain Coheur, presidente da Secção do Mercado Único, Produção e Consumo (INT), que partilhasse connosco algumas reflexões sobre os desafios colocados pela estratégia industrial.

 

 

A estratégia industrial ecológica como pedra angular do Pacto Ecológico Europeu

A nova estratégia industrial, intitulada «Atualização da Nova Estratégia Industrial de 2020» [COM(2021) 350 final], publicada em 5 de maio último, é certamente um dos principais desafios que a UE tem de enfrentar. Os Estados-Membros apenas conseguirão superar a crise agindo de forma coordenada, sem deixar ninguém para trás, e restabelecendo a capacidade das empresas para gerar valor acrescentado, investir num futuro sustentável e preservar ou criar empregos de qualidade.

O convidado surpresa

Todos os meses, convidamos os nossos leitores a descobrir uma personalidade cujo trabalho e empenho são uma fonte de inspiração para os outros.

Para a edição de setembro, convidámos Sébastien Maillard, diretor do Instituto Jacques Delors, em Paris, que partilha connosco a sua visão do que é «sentir-se europeu», um conceito particularmente importante neste período de debate sobre o futuro da Europa, que culminará na Presidência francesa no primeiro semestre de 2022.

Sébastien Maillard: Disse «pertença»?

Esta é a última das três máximas anunciadas pela Presidência francesa do Conselho da UE, mas a que mais chama a atenção: a pertença. De que falamos? Trata-se daquilo que o faz sentir europeu, a consciência de fazer parte deste continente, de lhe pertencer. É algo que não se obtém por decreto, nem se compra. As zonas de França que mais recebem subvenções «de Bruxelas» não são as mais europeístas. Por outro lado, este sentimento, individual e coletivo, deve ser despertado, alimentado e amadurecido.

Notícias do CESE

Inteligência artificial: apesar de 18% dos investigadores de topo a nível mundial serem europeus, só 10% trabalham na Europa

Jayant Narayan, do Fórum Económico Mundial, destacou estes dados no debate sobre inteligência artificial (IA) realizado na reunião plenária de julho do Comité Económico e Social Europeu, afirmando que, para ser competitiva, a Europa tem de investir em medidas a médio e longo prazo a fim de criar um ecossistema em que a IA se possa desenvolver.

Frans Timmermans reúne-se com dirigentes juvenis europeus no CESE

Cillian Lohan, Frans Timmermans, Stefan Rahmstorf and Youth representatives

O parecer do CESE sobre uma participação estruturada dos jovens no processo decisório da UE no domínio do clima e da sustentabilidade propõe a criação de uma mesa-redonda da juventude para o clima e a sustentabilidade, sob a égide do CESE, em colaboração com a Comissão Europeia, o Parlamento Europeu e as organizações de juventude.

Economia, ambiente e bem-estar devem ser indissociáveis na UE pós-COVID-19

A prosperidade económica, a proteção do ambiente e o bem-estar das pessoas podem e devem andar a par. Esta foi a principal mensagem da presidente do CESE, Christa Schweng, no debate sobre o tema «Uma economia pós-COVID-19 que beneficie todos – Rumo a uma economia do bem-estar?», realizado na reunião plenária do CESE de 7 de julho de 2021.

Financiamento adequado do #NextGenerationEU trará benefícios à Europa

Para a recuperação da União Europeia é crucial uma estratégia de financiamento que funcione bem para mobilizar fundos nos mercados internacionais de capitais. No parecer elaborado por Judith Vorbach e adotado na reunião plenária de julho, o Comité salienta que a boa execução do Instrumento de Recuperação da União Europeia (NextGenerationEU) exige um financiamento adequado e sustentado, a par de uma boa gestão dos riscos e custos de empréstimo baixos.

Erradicar a pobreza das crianças europeias requer uma abordagem transversal a toda a sociedade

As últimas iniciativas da Comissão em matéria de direitos da criança instam os decisores políticos europeus e nacionais a trabalharem em prol do bem comum de todas as crianças que crescem na UE. As duas iniciativas são ambiciosas e ousadas na sua abordagem para garantir que todas as crianças tenham uma vida livre de discriminação, pelo que merecem toda a aprovação do CESE.

Itinerância: CESE apela à criação de zona tarifária única na UE

«As pessoas devem beneficiar da tarifa local quando utilizam os seus telemóveis em qualquer lugar da UE», afirmou o Comité Económico e Social Europeu num parecer recentemente adotado sobre uma proposta de revisão das regras da UE aplicáveis à itinerância.

CESE apoia política comercial aberta, sustentável e assertiva para a UE

A nova estratégia de política comercial lançada pela Comissão propõe princípios de ação que ajudarão a UE a cumprir os seus objetivos em matéria de política interna e externa. Em paralelo, a modernização da Organização Mundial do Comércio (OMC) será essencial para a obtenção de resultados para as gerações futuras.

CESE realiza primeira reunião com o Conselho Económico e Social da Argentina

A primeira reunião entre o Conselho Económico e Social (CES) da Argentina e o CESE, organizada pela Secção REX, foi conduzida por Christa Schweng, presidente do CESE, e Gustavo Beliz, presidente do CES argentino.

Dimensão externa da migração deve estar ancorada na política externa da UE

É essencial estabelecer parcerias para atração de talentos com os países de origem e de trânsito, a fim de abordar a questão da migração. A Europa tem de mudar a tónica da dimensão externa da política da migração e integrá-la numa agenda geopolítica e geoeconómica mais ampla, que terá o seu justo lugar entre outras políticas.

Empregadores, sindicatos e ONG são uníssonos: urge prepararmo-nos para as alterações climáticas

A nova Estratégia da UE para a Adaptação às Alterações Climáticas é um passo decisivo para atingir o objetivo de neutralidade climática e resiliência às alterações climáticas até 2050. A sociedade civil europeia apoia firmemente o compromisso da Comissão de intensificar os esforços em matéria de resistência às alterações climáticas, reforço da resiliência, prevenção e preparação.

É tempo de tornar o transporte multimodal de mercadorias uma realidade!

CESE apela para aplicação rápida das sinergias europeias entre as indústrias civis, da defesa e do espaço

O Comité Económico e Social Europeu (CESE) acolhe com agrado a proposta de plano de ação da UE sobre as sinergias entre as indústrias civis, da defesa e do espaço. O plano de ação pode reforçar a autonomia estratégica e a soberania tecnológica da Europa, melhorar a segurança dos cidadãos e estimular a competitividade, o crescimento económico e o emprego. Por conseguinte, o CESE apela para uma aplicação rápida, vigorosa e ambiciosa das 11 ações previstas no plano.

Notícias dos grupos

Grupo dos Empregadores do CESE apela para elaboração de «Regulamento Digitalização Rural»

Pelo Grupo dos Empregadores do CESE

Na sua reunião extraordinária de julho, o Grupo dos Empregadores exortou o comissário da Agricultura, Janusz Wojciechowski, a propor um «Regulamento Digitalização Rural».

Este ato legislativo facilitaria o desenvolvimento das tecnologias digitais na agricultura e nas zonas rurais, melhorando assim a eficácia da política agrícola comum (PAC) e apoiando o Pacto Ecológico Europeu e a Estratégia do Prado ao Prato.

Conferência sobre o Futuro da Europa: esperanças e riscos para um futuro que pode terminar antes do tempo.

Pelo Grupo dos Trabalhadores do CESE

A Conferência sobre o Futuro da Europa constitui uma ocasião verdadeiramente especial, e um momento essencial, para a tão aguardada construção de uma genuína esfera pública europeia. O envolvimento dos cidadãos e a participação da sociedade civil, dos sindicatos e das organizações empresariais são fundamentais para o êxito da Conferência. Os assuntos em debate, que vão da democracia europeia à justiça social, passando pelo emprego, pelo ambiente, pela migração e pelas alterações climáticas, são desafios fundamentais que o nosso continente e os nossos países já enfrentam e continuarão a enfrentar no futuro.

Setores bancário e financeiro essenciais para a reconstrução e recuperação sustentáveis no pós-COVID-19

Pelo Grupo Diversidade Europa do CESE

A comissária Mairead McGuinness participou na última reunião extraordinária do Grupo Diversidade Europa para debater o papel dos setores bancário e financeiro na recuperação da Europa.

Na sua alocução de boas-vindas, Séamus Boland, presidente do Grupo Diversidade Europa, recomendou que se refletisse sobre o papel que os sistemas bancários convencionais e alternativos poderão desempenhar na recuperação financeira, nomeadamente junto das pequenas empresas de caráter social, do setor da economia social e das PME. O presidente do grupo defendeu ainda a necessidade de mudar de paradigma, mediante a adoção de sistemas financeiros e bancários mais consonantes com as escolhas e preferências dos cidadãos.

Em breve no CESE / eventos culturais

Nova publicação: «Shaping Europe – Recent EESC achievements» – Edição de 2021

Desde os primórdios da pandemia, o CESE tem desempenhado um papel ativo na definição das políticas adotadas especificamente para enfrentar e superar a crise da COVID-19. Paralelamente, o Comité manteve uma abordagem prospetiva de longo prazo, trabalhando no sentido de preparar as economias e as sociedades para o mundo pós-COVID-19. Esta brochura apresenta exemplos concretos de ações e iniciativas empreendidas recentemente pelo CESE que fizeram a diferença e tiveram impacto na forma como a Europa funciona.

A brochura está disponível em seis línguas (EN, FR, DE, IT, ES e PL) no sítio Web do CESE, no seguinte endereço eletrónico: https://www.eesc.europa.eu/pt/our-work/publications-other-work/publications/shaping-europe-recent-eesc-achievements-2021-edition.

Pode encomendar a versão em papel pelo endereço eletrónico vipcese@eesc.europa.eu. (fgr)