CESE na Cimeira Social do Porto: coloquemos as pessoas no cerne das nossas ações!

O Comité Económico e Social Europeu (CESE) tenciona participar ativamente nos esforços conjuntos europeus para traduzir os princípios do Pilar Europeu dos Direitos Sociais em ações e construir uma Europa mais justa e próspera para todos.

No âmbito da sua participação na Conferência de Alto Nível da Cimeira Social do Porto, organizada pela Presidência portuguesa da UE, em 7 de maio, os representantes do CESE expressaram o empenho do Comité em promover a reconstrução económica e social, colocando as pessoas no cerne das políticas.

O CESE colaborará com outras instituições da UE, com os Estados-Membros e com os cidadãos para concretizar os objetivos definidos pelo Plano de Ação para a Aplicação do Pilar Europeu dos Direitos Sociais, designadamente, a promoção do emprego, o reforço da educação e a redução da pobreza e da exclusão social.

«Através das nossas ações, podemos assegurar a recuperação da Europa, mas também podemos ser mais ambiciosos e fazê-la prosperar! Para tal, devemos criar as condições para uma prosperidade geradora de emprego da UE», afirmou Christa Schweng, presidente do CESE. «Devemos também conceder apoio a todos os cidadãos e dotá-los das competências pertinentes para o trabalho e a vida, para que possam olhar para o futuro com confiança. Podem contar com o nosso empenho para demonstrar que a UE e os Estados-Membros sabem agir em conjunto com os cidadãos e melhorar as suas vidas, sem esquecer ninguém.»

Para além da presidente, a delegação do CESE na cimeira contou com os presidentes dos três grupos que compõem o Comité: Stefano Mallia (Grupo dos Empregadores), Oliver Röpke (Grupo dos Trabalhadores) e Séamus Boland (Grupo Diversidade Europa).

A delegação do CESE participou nas sessões de trabalho da cimeira agrupadas em torno de temas relacionados com os objetivos propostos no Plano de Ação: 1) Trabalho e emprego, 2) Competências e inovação, e 3) Estado-providência e proteção social.

Considerada um momento central da Presidência portuguesa da UE, a Cimeira Social do Porto reuniu pela primeira vez à volta da mesma mesa os parceiros sociais e as instituições europeias, a fim de subscreverem o acordo sobre o modelo futuro da Europa social.

A conferência de alto nível centrou-se na melhor forma de aplicar o Pilar Europeu dos Direitos Sociais, anunciado pela UE numa cimeira precedente realizada em Gotemburgo, em 2017. O Pilar Europeu dos Direitos Sociais contém um conjunto de 20 princípios que deverão contribuir para construir uma Europa mais forte, mais justa e mais inclusiva, que proporciona oportunidades iguais a todos os seus cidadãos. (ll)