Eslovénia assume Presidência da UE em momento crítico para a Europa

Em 1 de julho de 2021, a Eslovénia assumiu a Presidência do Conselho da União Europeia, numa altura em que a Europa procura recuperar e sair fortalecida da pandemia de COVID-19, reconstruindo melhor.

A segunda Presidência da Eslovénia desde que este país aderiu à UE em 2004 terá como lema «Juntos. Europa. Resiliente.», três palavras que simbolizam as suas principais prioridades. Como explica a Presidência eslovena, «trabalhar em conjunto, ajudar-se mutuamente e agir com sentido de solidariedade para o bem de cada cidadão europeu será fundamental para reforçar a resiliência da UE».

O programa da Presidência eslovena centra-se em quatro prioridades:

  • reforçar a resiliência da UE em diferentes situações de crise, como a pandemia de COVID-19, e prosseguir o trabalho das anteriores Presidências alemã e portuguesa no domínio do reforço da ciber-resiliência da UE;
  • gerir a recuperação económica e social após a pandemia, facilitando simultaneamente a transição para uma economia mais avançada do ponto de vista tecnológico e mais respeitadora do ambiente;
  • promover a Conferência sobre o Futuro da Europa, tema central do Fórum Estratégico de Bled que se realizará no início de setembro e contará com a participação de um vasto leque de participantes de várias instituições europeias;
  • garantir e reforçar o modo de vida europeu, nomeadamente o respeito pelo Estado de direito.

Ao prosseguir estas prioridades, a Eslovénia pugnará por uma União Europeia credível, segura, capaz de garantir a segurança e assegurar a estabilidade na sua vizinhança. Prestar-se-á especial atenção aos Balcãs Ocidentais, dando continuidade e credibilidade ao seu processo de adesão à UE. Em outubro de 2021, a Eslovénia prevê acolher a cimeira informal UE-Balcãs Ocidentais. O Fórum da Sociedade Civil dos Balcãs Ocidentais do CESE, a organizar no final de setembro, contribuirá para a cimeira com recomendações específicas da sociedade civil organizada.

O CESE assegurará que a voz da sociedade civil organizada é ouvida, elaborando para tal cinco pareceres exploratórios, solicitados pela Presidência eslovena, sobre temas que vão da educação de adultos às cadeias de abastecimento alimentar justas. Os títulos destes pareceres exploratórios são os seguintes:

  1. Educação de adultos;
  2. Elementos essenciais para um trabalho sustentável e de qualidade durante e após a recuperação;
  3. Explorar as oportunidades económicas e sociais da digitalização e melhorar a transformação digital da economia, especialmente das PME, focando-se nos dados e na inteligência artificial centrados no ser humano;
  4. Reforço da digitalização inclusiva, segura e de confiança para todos;
  5. Rumo a uma cadeia de abastecimento alimentar justa.

O CESE aguarda com expectativa a oportunidade de trabalhar com o Governo esloveno em iniciativas e eventos conjuntos e de apoiar a Presidência eslovena através da sua rede alargada de organizações da sociedade civil europeia. Congratula-se com o facto de já ter sido convidado para as mesas-redondas da Conferência sobre o Futuro da Europa, que terão lugar na Eslovénia, e para o Fórum Estratégico de Bled.

Para mais informações sobre a Presidência eslovena, consultar:

https://slovenian-presidency.consilium.europa.eu/en/ (st)