Vizinhos europeus do Leste

This page is also available in

As atividades do CESE relativas aos vizinhos europeus de Leste envolvem a Arménia, o Azerbaijão, a Bielorrússia, a Geórgia, a Moldávia e a Ucrânia. O principal objetivo do CESE em relação aos vizinhos europeus de Leste é reforçar as relações com as organizações da sociedade civil na região e envolvê-las num diálogo com os responsáveis políticos, quer a nível nacional, quer a nível da sociedade civil organizada da UE.

Os principais mecanismos de cooperação com a Geórgia, a Moldávia e a Ucrânia são as plataformas da sociedade civil, que complementam os órgãos políticos existentes no âmbito dos acordos de associação da UE com estes países. As plataformas permitem às organizações da sociedade civil da UE e do país parceiro monitorizar o processo de implementação e formular recomendações às autoridades competentes.

Do lado da UE, as plataformas são compostas por membros do CESE e por representantes das grandes redes europeias da sociedade civil. Do lado do país parceiro, as plataformas representam um vasto leque de organizações da sociedade civil. A sua composição tem por base uma representação equilibrada de todos os grupos de interesse (empregadores, sindicatos e grupos de interesses diversos).

No CESE, o Comité de Acompanhamento para os Vizinhos Europeus do Leste foi criado em 2004, como órgão responsável pelas relações com a sociedade civil nos países da vizinhança oriental. O Comité de Acompanhamento reúne-se habitualmente quatro vezes por ano e os seus membros participam ativamente nas atividades da Parceria Oriental, tais como as plataformas multilaterais da Parceria Oriental e o Fórum da Sociedade Civil da Parceria Oriental.

Displaying 1 - 2 of 2
04/10/2019
News

On 26 September, the European Economic and Social Committee (EESC) approved an own-initiative opinion to mark the 10th anniversary of the Eastern Partnership (EaP). In this opinion, the EESC acknowledges the important achievements of this initiative, but also calls for further reforms in the areas of democratisation and fundamental freedoms. The opinion insists on the need to strengthen the role of civil society and to provide credible EU membership prospects to EaP states.

09/11/2016
News

The 3rd meeting of the EU-Ukraine Civil Society Platform (CSP) held in Kyiv on 8-9 November focused on labour market regulation and antidiscrimination legislation and practices in Ukraine, as well as reviewed the progress of the reforms undertaken within the Association Agreement process. The civil society organisations of the EU and Ukraine strongly called for the EU Member States to push, with all necessary political and economic means, for the restoration of Ukraine’s sovereignty and territorial integrity, establishing peace and solving the humanitarian problems of the residents of these and adjoining territories. Opening the meeting, Alfredas Jonuška ...