Grupo de Estudo Temporário para a Comunidade Europeia da Energia

This page is also available in

O Grupo de Estudo Temporário para a Comunidade Europeia da Energia orienta a agenda do CESE no que diz respeito a questões energéticas segundo dois eixos principais:

Promoção da participação da sociedade civil em questões energéticas através do Diálogo Europeu sobre a Energia 

O CESE advoga um papel forte para a sociedade civil a fim de assegurar o êxito da transição energética. A participação dos cidadãos na elaboração e aplicação das políticas reforça a sua apropriação, melhora o processo e contribui para alcançar os objetivos da política energética da UE. Para o efeito, o CESE tem vindo a promover a ideia de um Diálogo Europeu sobre a Energia. Esse diálogo destina-se a permitir que todas as partes interessadas compreendam os desafios energéticos e as contrapartidas associadas, atuem a título individual e contribuam para as opções políticas no domínio da energia, levando ao mesmo tempo em conta o quadro mais vasto dos desafios e das possíveis soluções que se apresentam à UE no seu conjunto. Para promover tal diálogo, os membros do grupo de estudo temporário organizam audições e conferências, incluindo eventos relacionados com os relatórios anuais sobre o Estado da União da Energia (2015, 2016), contribuem para a elaboração de um parecer anual sobre o Estado da União da Energia (2015, 2016) e participam ativamente em eventos de organizações externas como, por exemplo, o Fórum dos Cidadãos para a Energia, o Fórum Europeu da Energia Nuclear e o Fórum das Infraestruturas Energéticas.

Promoção de uma coordenação mais estreita nas questões energéticas 

Os Estados-Membros da UE são cada vez mais interdependentes em termos técnicos e políticos, dificilmente conseguindo, atuando isoladamente, cumprir os seus objetivos em matéria de energia de um modo bem-sucedido e eficiente em termos de custos. O CESE promove, por isso, uma coordenação mais forte, em particular no que diz respeito a redes e à conceção do mercado. O CESE acolheu favoravelmente o quadro da União da Energia da Comissão Europeia e continua a debruçar-se sobre o tema através de pareceres e audições públicas de caráter tanto setorial como transetorial.