As empresas podem apoiar a sustentabilidade

pelo Grupo dos Empregadores do CESE

A sustentabilidade é extremamente importante para as empresas e os empregadores, que desempenham um papel fundamental enquanto motores do desenvolvimento. Uma economia sólida é um fator necessário para o desenvolvimento sustentável. Devemos encontrar soluções que sejam benéficas em termos económicos, sociais e ambientais. Embora várias partes interessadas encarem a sustentabilidade em grande parte da mesma forma, divergem muitas vezes quanto à via para a alcançar.

Estas são algumas das conclusões do debate sobre a forma de as empresas promoverem a sustentabilidade, que decorreu em 21 de novembro de 2019, em Barcelona, Espanha.

«As empresas não são um obstáculo à sustentabilidade, mas sim a solução», afirmou Jacek Krawczyk, presidente do Grupo dos Empregadores, no seu discurso de boas-vindas. Salientou que as empresas oferecem e aplicam soluções para o ambiente e para o clima.

Durante o debate principal, os representantes dos três grupos do CESE apresentaram os seus pontos de vista sobre a sustentabilidade. O debate mostrou que, apesar das opiniões divergentes sobre a sustentabilidade entre os empregadores, os trabalhadores e os ambientalistas, há também importantes pontos em comum. «A concorrência é essencial para o desenvolvimento sustentável, requerendo um enquadramento regulamentar adequado, mas de forma alguma mais regulamentação», declarou Tellervo Kylä-Harakka-Ruonala, resumindo o debate.

A reunião teve lugar durante a Semana Mediterrânica de Líderes Económicos (MedaWeek), uma conferência anual que promove a integração económica do Mediterrâneo. Os membros do Grupo dos Empregadores intervieram no New Africa Business Development Forum [Novo Fórum para o Desenvolvimento Empresarial de África], na ECOmeda Sustainability Summit [Cimeira sobre a Sustentabilidade ECOmeda] e no Mediterranean Women Entrepreneurs Forum [Fórum das Mulheres Empresárias do Mediterrâneo]. Durante o jantar de gala, Jacek Krawczyk recebeu um prémio pelo seu contributo para o desenvolvimento do setor privado euro-mediterrânico. (lj)