Línguas disponíveis:

Editorial

«A Europa que entusiasma»

Caras leitoras, caros leitores,

Durante dois dias, de 21 a 22 de março, 102 estudantes entre os 16 e os 18 anos dos 28 Estados-Membros e de 5 países candidatos à UE encheram os corredores e as salas do edifício Jacques Delors com as suas risadas e sorrisos. Por vezes intimidados, mas sobretudo curiosos, os jovens colocaram-se as seguintes perguntas: «Para que serve esta visita?», «Serei capaz de responder a perguntas para as quais os adultos procuram em vão resposta, por exemplo, “Como instilar a vontade de ir votar nas eleições europeias?”».

Em síntese

Participação dos membros

Um agradecimento especial a todos os membros que visitaram as escolas pelo seu empenho na preparação dos estudantes para o debate em Bruxelas: Martina Širhalová, Dimitar Manolov, Baiba Miltoviča, Charles Vella, Martin Siecker, Arno Metzler, Meelis Joost, Pirkko Raunemaa, Jocelyne Le Roux, Bernt Fallenkamp, Jakob Krištof Počivavšek, Bo Jansson, Roman Haken, Lidija Pavić-Rogošić, Marie Zvolská, Gonçalo Lobo Xavier, Cristian Pîvulescu, Andreas Pavlikkas, Piroska Kállay, Ronny Lannoo, Josiane Willems, Brian Curtis, Ionuţ Sibian, Antonio Longo, Javier Doz Orrit, Renate Heinisch, Alfred Gajdosik, Séamus Boland, Daiva Kvedaraitė, Aristotelis Thomopoulos, Krzysztof Pater. (ks)

«A tua Europa, a tua voz» nos meios de comunicação social

Áustria ORF.at: Alunos elaboram políticas da UE

CroáciaJutarnji list: JOVENS DE ZAGREBE EM BRUXELAS: Lara, Nikola e Patrick debateram as eleições europeias e as formas de incentivar os jovens a votar

FinlândiaHAAPAVESI LEHTI: Alunos do ensino secundário representam a Finlândia em Bruxelas

FrançaOuest France: Saint-Brieuc. Para estes alunos do ensino secundário de Saint-Charles, «nós somos o futuro da Europa»

ItáliaServizio Informazione Religiosa: Juventude: em Bruxelas, 102 alunos de toda a UE participam na edição de 2019 do evento «A tua Europa, a tua voz»

MaltaMalta Today: Proposta de adolescentes malteses para um programa obrigatório de estudos europeus apresentada aos deputados ao Parlamento Europeu

MontenegroGrad Kulture: «A TUA EUROPA, A TUA VOZ»: Alunos do ensino secundário de Nikšić representam o Montenegro no evento «A tua Europa, a tua voz», em Bruxelas

PortugalROSTOS: Três alunas do Colégio Minerva do Barreiro já estão em Bruxelas: Representam Portugal no fórum «A tua Europa, a tua voz»

RoméniaCuvantul Libertatii: Três alunos e um professor de Bailesti representam a Roménia em Bruxelas

Reino UnidoGovernment Europa: Evento político para jovens explora a elaboração de políticas e a educação

 

Novas publicações

Uma história digital do evento «A tua Europa, a tua voz»

O evento emblemático do CESE, «A tua Europa, a tua voz», destinado aos jovens, teve lugar pela primeira vez entre 15 e 17 de abril de 2010. Agora, uma publicação digital passa em revista os dez anos de existência d’ «A tua Europa, a tua voz», uma iniciativa empenhada em envolver os jovens em toda a Europa na elaboração das políticas da UE, salientando as questões que estes levantaram, as propostas que foram surgindo nos seus debates e os resultados obtidos, sempre com o objetivo de demonstrar o valor do contributo dos jovens para configurar a Europa.

Notícias do CESE

Jovens europeus gostariam que a educação e as redes sociais reforcem a democracia e a participação dos cidadãos na UE

Participants in YEYS 2019

Uma disciplina curricular obrigatória sobre a política europeia para aprofundar o conhecimento dos cidadãos sobre a UE antes de votarem – eis a proposta mais votada na edição de 2019 de «A tua Europa, a tua voz!», o evento para a juventude organizado pelo Comité Económico e Social Europeu (CESE), em 21 e 22 de março de 2019. Juntamente com as outras três propostas centradas na utilização das novas tecnologias e das redes sociais para aumentar a participação nas eleições europeias, será enviada ao Parlamento Europeu para apreciação.

«A tua Europa, a tua voz» faz 10 anos e é atualmente mais importante do que nunca, afirma a sua iniciadora

A iniciativa «A tua Europa, a tua voz» completa, este ano, dez anos de existência, e o CESE Info conversou com a antiga vice-presidente, Irini Pari, que, em 2010, teve a ideia de criar este evento, sobre o modo como surgiu «A tua Europa, a tua voz» e sobre o futuro da Europa.

: Irini Pari, diga-nos, como nasceu esta iniciativa? Em que se inspirou?

A iniciativa «A tua Europa, a tua voz» vista por antigos participantes: uma experiência transformadora

A primeira edição do evento «A tua Europa, a tua voz» teve lugar em 2010, num momento em que a crise financeira devastadora tinha acabado de começar, todas as instituições da UE tinham outros presidentes e Brexit era um termo desconhecido. Uma época em que não existia Instagram, o WhatsApp acabara de ser criado e o Twitter tinha apenas 100 milhões de utilizadores, nada em comparação com os 1,5 mil milhões de utilizadores registados em 2019. Muitas coisas mudaram desde então, mas o entusiasmo e a energia dos jovens continuam a ser os mesmos e, no 10.º aniversário do evento «A tua Europa, a tua voz», o CESE convidou três antigos participantes a intervir nos debates e partilhar as suas experiências.

Comunicação é o desafio, as redes sociais a resposta

Os participantes no evento «A tua Europa, a tua voz» são adolescentes, mas a sua opinião sobre as questões europeias não difere muito da dos adultos: preocupam-se tanto quanto os seus pais com o aumento do populismo, as ameaças à democracia e as evoluções recentes que podem pôr em perigo o projeto da UE, como o Brexit. Entendem também que a UE tem de reconquistar a confiança dos cidadãos comunicando melhor; a solução pode estar nas redes sociais enquanto instrumento fundamental para reforçar a transparência, a sensibilização e a participação nas questões europeias, defendem.

«A tua Europa, a tua voz» – Factos e números

Este ano, a 10.ª edição do evento «A tua Europa, a tua voz» registou um recorde de 1039 candidaturas, das quais 972 eram provenientes de países da UE e 67 dos cinco países candidatos à adesão –  o maior número de candidaturas veio da Roménia (221) e os países que menos candidaturas apresentaram foram Malta e o Montenegro (4 candidaturas cada um).