Colmatar o défice de competências – Ponto de vista dos Empregadores

Pelo Grupo dos Empregadores do CESE

Combater o défice de competências é uma tarefa multidimensional que exige não só medidas ao nível dos sistemas de educação e formação, mas também uma mudança de mentalidades. Devido ao ritmo acelerado da mudança que se vive atualmente não é fácil identificar com precisão quais serão, no futuro, as necessidades de competências. Todos temos de aceitar que o futuro do trabalho exigirá uma aprendizagem ao longo da vida que nos permita adaptar constantemente as nossas competências à evolução das necessidades. Estas foram algumas das conclusões da conferência intitulada «Colmatar o défice de competências para o crescimento e a criação de emprego – Um ponto de vista empresarial», que teve lugar em 22 de março de 2018, em Sófia, na Bulgária.

A conferência terminou com uma declaração conjunta do Grupo dos Empregadores e da Associação de Organizações de Empregadores da Bulgária, na qual se apela para que seja implementado um conjunto de medidas práticas destinadas a adaptar os mercados de trabalho e os sistemas de educação às necessidades do futuro. De entre essas medidas destacam-se as seguintes: remover os obstáculos à criação de emprego, motivar as pessoas a desenvolverem, elas próprias, as suas competências e adotar uma abordagem baseada na «flexigurança» para adaptar a legislação laboral às necessidades da economia moderna.

Nos sistemas de ensino, é necessário promover a criatividade, o empreendedorismo e a mobilidade na educação e na formação a todos os níveis, investir nas competências nas áreas da ciência, tecnologia, engenharia e matemática (CTEM), promover a aprendizagem ao longo da vida e, ao mesmo tempo, a aprendizagem em contexto laboral e o ensino e formação profissionais (EFP), reforçar as ligações entre as empresas e as instituições de ensino, a fim de evitar inadequações de competências. O texto completo da declaração pode ser descarregado aqui.

A conferência, organizada conjuntamente pelo Grupo dos Empregadores e pela Associação de Organizações de Empregadores da Bulgária, foi um dos eventos oficiais da Presidência búlgara do Conselho da União Europeia. (lj)