Não deixar ninguém para trás: CESE quer pôr a economia circular na ordem do dia

Na abertura da Conferência das Partes Interessadas na Economia Circular, que teve lugar no dia 20 de fevereiro na Comissão Europeia, o presidente do CESE, Georges Dassis, declarou que «a transição para uma economia circular é uma grande oportunidade para a sociedade civil. Já é uma realidade no terreno... Contudo, precisamos de garantir que ela é amplamente aceite. Não deixar ninguém para trás é um dos objetivos da Plataforma das Partes Interessadas para a Economia Circular, um espaço fundamental para desenvolver este tipo de visão partilhada da transição para uma economia europeia circular e sustentável».

O segundo dia da conferência, que teve o CESE por anfitrião, foi consagrado às ideias e iniciativas despontantes por toda a Europa e protagonizadas por PME, empresas da economia social, trabalhadores, agricultores, fabricantes e consumidores, que estão a aplicar a economia circular no terreno.

O CESE acolheu mais de 300 participantes em 16 workshops paralelos, onde puderam partilhar ativamente conhecimentos e boas práticas e assinalar obstáculos ao desenvolvimento da economia circular.

Os temas em foco incluíam a reparabilidade e a ecoconceção, o papel da responsabilidade alargada do produtor em matéria de resíduos, a abordagem circular no setor agroalimentar e silvícola, a economia circular em termos globais, a sua dimensão de emprego, o financiamento verde, a criação de uma comunidade orientada para a resolução de problemas e as PME perante a economia circular.

Dos debates emergiram duas conclusões: urge atuar rapidamente e é necessária a participação de todos os intervenientes. A comunidade da economia circular precisa de ser tão inclusiva quanto possível e partilhar ao máximo as experiências práticas para produzir um efeito multiplicador.

Acelerar o ritmo e mobilizar forças tão amplas quanto possível – eis as principais tarefas a realizar pelo CESE através da gestão do sítio Web e do desenvolvimento de uma comunidade de partes interessadas verdadeiramente cooperante e empenhada.

O relatório completo das principais conclusões da conferência ficará em breve disponível no sítio Web da Plataforma Europeia das Partes Interessadas para a Economia Circular. (dm)