Prémio CESE para a Sociedade Civil – Factos e números

O Prémio para a Sociedade Civil, criado em 2006, recompensa «a excelência em iniciativas da sociedade civil». Este prémio, que abrange um aspeto diferente das atividades do CESE todos os anos, está aberto a todas as organizações da sociedade civil registadas oficialmente na União Europeia, bem como a pessoas singulares.

O Prémio para a Sociedade Civil de 2017, que celebra o seu 9.º aniversário, recompensou projetos inovadores que promovem o emprego de qualidade e o empreendedorismo, combatem a exclusão laboral e eliminam os obstáculos à inserção no mercado de trabalho de pessoas necessitadas, como jovens, pessoas oriundas de contextos de migração, desempregados de longa duração, mulheres afastadas do mercado de trabalho, pessoas com deficiência e pessoas que vivem em situação de pobreza.

Em 2017, o CESE recebeu 111 candidaturas de 25 Estados-Membros. Um painel de avaliação composto por 10 membros – o presidente e os dois vice-presidentes do CESE, os presidentes dos Grupos dos Empregadores, Trabalhadores e Interesses Diversos, três membros do CESE (um por grupo) e um perito externo – selecionou os cinco vencedores. Os cinco projetos vencedores foram anunciados na cerimónia de entrega do prémio, em 7 de dezembro, durante a reunião plenária do CESE, em Bruxelas, e partilharam o prémio pecuniário de 50 000 euros.

Nas edições anteriores, os prémios tinham sido atribuídos a iniciativas destinadas a melhorar as condições de vida dos refugiados e migrantes, combater a pobreza e a exclusão social, apoiar as comunidades ciganas, promover modos de vida sustentáveis e empregos verdes, fomentar o trabalho em rede, a educação e as campanhas de sensibilização, assim como a defender os interesses da juventude.

Mais informações sobre o Prémio para a Sociedade Civil de 2017 estão disponíveis aqui. O vídeo sobre os projetos vencedores pode ser visualizado aqui. (sg/ac)