Laundry ID: Inovação deve partir das necessidades reais das pessoas dependentes

Laundry ID_1

O Instituto espanhol de Robótica para a Dependência, que lançou o projeto Laundry ID, espera que o prémio ajude as pessoas com deficiência e os seus cuidadores a tirar o máximo partido da robótica e das tecnologias de apoio, a fim de poderem participar ativamente no mercado de trabalho.

CESE Info: Pode explicar o que este prémio significa para si e para a sua organização?

Laundry ID: Receber o Prémio CESE para a Sociedade Civil é, acima de tudo, uma grande honra. Garante-nos o prestígio, o reconhecimento e a credibilidade de que uma organização recentemente criada como a nossa precisa para consolidar o seu futuro. O prémio contribui para fortalecer a nossa trajetória e constitui uma plataforma importante para dar a conhecer a nível europeu este modelo de lavandaria ergonómica, ecológica, adaptada, de baixo custo e inclusiva, que facilita uma maior integração no mercado de trabalho mediante a utilização de tecnologias em lavandarias plenamente adaptadas.

Que conselhos daria a outras organizações para obterem bons resultados em atividades e programas deste tipo?

A inovação deve partir das necessidades reais das pessoas dependentes, das suas famílias, dos profissionais que prestam cuidados e das suas organizações. O nosso instituto quer impulsionar a inovação, para que estes intervenientes possam tirar partido das soluções que a robótica e as tecnologias mais avançadas podem oferecer. Incentivamos toda a gente a inovar, a fim de proporcionar ao setor as soluções de que todos ainda precisamos para enfrentar os desafios diários que se colocam a esta comunidade de intervenientes.

Como usarão este financiamento específico para ajudar esta comunidade?

Estamos a desenvolver uma série de projetos interessantes, cuja concretização requer mais financiamento, tais como:

  • o «AutonoMe», para o reconhecimento das emoções entre pessoas com deficiência mental;
  • o «Never Alone», uma plataforma de teleassistência para coordenar os prestadores de serviços; e
  • o «DeliveryBot», uma frota de robôs de transporte de baixo custo para as pequenas instalações.