Prioridades do CESE para 2018 colocam os cidadãos europeus no centro do futuro da Europa

Em 13 e 14 de novembro de 2017, a Mesa do CESE o órgão de direção política reuniu-se em Sófia, Bulgária, onde estabeleceu as prioridades políticas do CESE para 2018, as quais constituirão a base dos pareceres de iniciativa que o CESE adotará em 2018, para além dos pareceres elaborados em resposta a consultas específicas dos legisladores da UE.

Entre as prioridades, que visam a participação dos cidadãos europeus como principais protagonistas no futuro da Europa, destacam-se:

  • assegurar a aplicação efetiva do pilar europeu dos direitos sociais e salientar a necessidade de criar empregos dignos;
  • assegurar a transição justa para uma economia e sociedade digitais;
  • promover o crescimento sustentável em benefício de todos os cidadãos, estimulando o espírito empreendedor e o investimento, bem como políticas orçamentais justas e uma distribuição mais equilibrada da riqueza;
  • promover uma transição justa para uma economia hipocarbónica e competitiva e uma energia e mobilidade sustentáveis;
  • promover uma política de migração inclusiva e facilitadora da integração e uma política de migração externa ambiciosa;
  • reforçar a coesão social e territorial e assegurar, para o efeito, um orçamento da UE adequado;
  • aprofundar a governação económica, orçamental e financeira da UE e concluir a União Económica e Monetária para uma Europa sustentável e homogénea.

PHOTO CAPTION: Georges Dassis, presidente do CESE, e Lalko Dulevski, presidente do Conselho Económico e Social da Bulgária

Por último, as novas prioridades reiteram a importância de aplicar a Carta dos Direitos Fundamentais da União Europeia a todas as políticas internas e externas da União, no sentido de alcançar o justo equilíbrio entre as liberdades económicas e os direitos fundamentais e de promover mais eficazmente os nossos valores democráticos. (pt)