Investimento em formação agrícola e alimentar pode contribuir para moldar o futuro do desenvolvimento no Mediterrâneo

Em 16 de novembro, a mesa da Secção Especializada de Agricultura, Desenvolvimento Rural e Ambiente do CESE (NAT) realizou uma visita de estudo ao Instituto Agronómico Mediterrâneo de Saragoça (IAMZ), do CIHEAM, e a cooperativas agrícolas locais na região de Aragão, Espanha.  Os membros tomaram conhecimento do papel fundamental que o que o IAMZ desempenha há cinquenta anos, apoiando a próxima geração de líderes do setor agroalimentar do Mediterrâneo.

Os membros do CESE debateram com o IAMZ a importância de investir em capital humano através da educação, da formação e do reforço de capacidades, a fim de melhorar a produtividade do setor agroalimentar no Mediterrâneo e de fomentar o emprego para os jovens e as mulheres nas zonas rurais. Entre 20% e 30% da população ativa nos países do sul do Mediterrâneo está empregada na agricultura. O programa de atividades integrou uma visita a um lagar de azeite e a uma vinha na região, que permitiu aprofundar os conhecimentos sobre modelos cooperativos bem-sucedidos no setor agroalimentar local. Incluiu também uma visita ao Parque Natural de Moncayo para observar a forma como é gerido o ambiente florestal natural. (aj)