Empregadores debatem o tema do comércio com a Comissária Cecilia Malmström

O Grupo dos Empregadores considera que a comunidade empresarial tem um papel fundamental a desempenhar na difusão de uma mensagem positiva sobre o comércio e na explicação do que uma política comercial ambiciosa pode fazer e alcançar. São as empresas que podem pronunciar-se sobre os benefícios práticos que advêm dos acordos comerciais. Esta foi a principal mensagem transmitida pelos membros do Grupo dos Empregadores a Cecilia Malmström, comissária responsável pelo Comércio, na reunião de 6 de dezembro de 2017.

A comissária fez uma exposição do estado das negociações comerciais da UE em curso. Cecilia Malmström sublinhou que a Comissão prossegue os seus esforços no sentido de tornar as negociações comerciais tão transparentes quanto possível. Além disso, quando um acordo comercial entra em vigor, há que consagrar-lhe a atenção devida. «Gostaríamos que os empregadores se empenhassem ainda mais em explicar as vantagens do comércio», afirmou.

A política comercial europeia deve ser aberta e inclusiva, mas não pode ser ingénua nem incondicional, salientou Jacek Krawczyk, presidente do Grupo dos Empregadores, tendo admitido que o processo de ratificação do CETA será longo e difícil. Quanto mais eficaz for a aplicação provisória, tanto mais fácil será demonstrar aos céticos as vantagens do CETA e tanto maiores serão as hipóteses de uma plena ratificação.

Durante o debate, os membros do CESE levantaram uma série de questões relacionadas com os vários aspetos da política comercial da UE. Os membros asseguraram à comissária que o Grupo dos Empregadores apoia a Comissão na prossecução de uma agenda comercial ambiciosa, baseada na abertura e na reciprocidade. (lj)

PHOTO CAPTION: A Comissária Cecilia Malmström com o presidente do Grupo dos Empregadores, Jacek Krawczyk, e outros membros do Grupo dos Empregadores