You are here

Energia

No passado, uma boa parte do abastecimento energético da Europa provinha de recursos poluentes e amiúde dispendiosos, muitas vezes importados de países terceiros. Este modelo tornou-se insustentável. As alterações climáticas estão a impelir a sociedade para reduzir as emissões de gases com efeito de estufa, ao mesmo tempo que a segurança energética da Europa continua a estar em risco.

Quais são os objetivos do CESE em matéria de política energética?

  • Abordar abertamente as questões sociais relacionadas com as mudanças na produção e utilização dos recursos energéticos
  • Permitir à indústria tirar partido das oportunidades tecnológicas e económicas da transição para uma economia hipocarbónica, atendendo em simultâneo às preocupações com o aumento dos custos da energia, as distorções do mercado e a fiabilidade do aprovisionamento de energia
  • Defender os interesses dos consumidores, em particular dos grupos vulneráveis em risco de pobreza energética, no que diz respeito ao acesso, preços e opções de energia, capacitando-os para se tornarem participantes ativos no mercado
  • Garantir que os cidadãos participam na conceção da política energética da UE

Como é que o Comité persegue estes objetivos?

Através de pareceres, eventos e do Diálogo Europeu sobre a Energia, o CESE debruça-se sobre as políticas energéticas da UE, com destaque para a União da Energia proposta pela Comissão Europeia.

  • Desde o lançamento da União da Energia, em 2015, o CESE elaborou numerosos pareceres, nomeadamente em resposta a grandes pacotes como o das «Energias limpas para todos os europeus».
  • O CESE promove um Diálogo Europeu sobre a Energia que conta com peritos, partes interessadas e decisores políticos de toda a Europa. O diálogo inclui uma audição anual sobre o relatório sobre o estado da União da Energia, com o fito de transmitir aos decisores políticos europeus ideias e questões formuladas pelos cidadãos e a sociedade civil organizada da UE (2015, 2016).
  • Os membros do CESE organizam audições públicas e conferências e participam ativamente em eventos externos, como o Fórum das Infraestruturas Energéticas, de caráter anual, o Fórum Europeu da Energia Nuclear e o Fórum dos Cidadãos para a Energia.